Regimen Chavista ordena la captura internacional de lideres de la Resistencia

Os jovens Eduardo Bittar e Roderick Navarro se encontram na Colômbia buscando o apoio internacional e dizendo a verdade sobre o mundo sobre a gênese criminal do regime e desnudando o colaboracionismo da chamada “Oposição”.
Os acusados ​​de terrorismo e os seus jogos estão relacionados com o ataque. O Fuerte Paramacay do ultimo 6 de Agosto e por o qual foi capturado, o capitão Juan Carlos Caguaripano.

20728373_10154823913311439_2873078069268079201_n
Ante este novo cenário, encontrei a Resistencia em Venezuela, que vai da mão do movimento Rumbo Libertad, a única oposição verdadeira ao regime Chavista.
Direito Internacional, mas não podemos fiarnos de que, o governo de Santos e todas as leis e os tratados internacionais entreguem nas mãos de nossos inimigos outros jóvens dissidentes venezuelanos (caso Lorent Saleh y Gabriel Valles) que foram torturados e ainda hoje permanecem prisioneros.
Em entrevistas para meios distintos de América, os jovens da ajuda e da solidariedade dos países e dos países da região, que a situação em Venezuela é dramática.
A “oposição” representada pela MUD, Mesa da Unidade Democrática, decidiu recarregar a ajuda que oferece o governo dos Estados Unidos, em que é inadmissível: nosso povo morrendo de fome e pela repressão política e se amparo dizendo que a Soberania é Indivisível no momento em que o regime madurista recebe o recorde e o repudio do planeta e aceita as eleições regionais legitimando uma vez mais ao regime assassino.
O regime por primeira vez em muito tempo se sente realmente amamentado pela verdadeira objeção e busca por todos os meios coacionados, perseguir-los e encarcelar-los.

Muito longe de acovardar, os jovens  estão reorganizando os filamentos na resistência e apenas no regresso ao país reencaminharão a luta nas ruas contra o regime chavista e a “oposição socialista, a todas luzes colaboracionista, porque tem muito claro que não se pode sair do socialismo com o socialismo Fabiano (caso da “oposição” representada na MUD) e que não pode vencer o Foro de São Paulo no Poder através das propostas promovidas por eles mesmos.
Devemos ter em claro, o Fórum de São Paulo e ensaios de produção para sempre conquistados e legitimar regímes absolutistas.
Realmente a luta destes jovens é épica e deve ser reconhecida. Os usuários são obrigados e patrocinados pelos governos da região e dos cidadãos de boa vontade em todo o mundo. Lutar com escudos de papelão, sem alimentos, sem remedios contra o aparelho terrorista da tirania cubana, as guerrilhas colombianas (FARC y ELN) além do terrorismo islámico (Hezbollah) e os coletivos chavistas não é pouca coisa.
Muitas pessoas falam muito mal da Venezuela, mas é a única nação em todo o hemisferio que se levantou contra o Fórum de São Paulo e seus Aliados.
A Venezuela tem a mesma opinião sobre esses jovens que devem ser reconhecidos, conteúdos e auxiliados que atravessamos o perfeito genocidio do último tempo em nosso continente.

Emmita Sarpentier, venezuelana, colaboradora da Rede Bunker da Cultura

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s