A DEMOCRACIA E A ANARQUIA VIGENTE

A Democracia ocidental formatada e implementada no reflexo da independência norte americana, assim como a própria, não é e nem será um formato infalível e perfeito. Depende ela, sim, de regras e fatores para que possa além de ser implementada, tenha um funcionamento relativamente adequado e buscando os resultados esperados pelos que dela participam.

O que nos deparamos nas ultimas décadas, mas precisamente após a 2ª guerra mundial foram dois cenários onde apenas um deles mostrava e atuava buscando seus objetivos, o Socialismo, a esquerda.

Primeiramente através de uma disputa ideológica (Guerra Fria), utilizando diversos fatores como a mídia, belicismo, a insegurança… e após o final desse cenário de disputa explicita pelo poder global, constatou-se a mudança de estratégia da esquerda e do socialismo que foi promulgado extinto e inviável.

A nova fase da guerra fria, não tem uma disputa com atores explícitos, mas uma pseudo monocracia praticada pelo sistema democrático liberal capitalista, por obvio, não se observava mais um concorrente para esse sistema.

Na pratica e nos últimos 40 anos o sistema democrático liberal capitalista sempre teve uma oposição ativa e oculta, atuando nas sombras e denominada de Social Democracia, Estado de Bem Estar Social.

Esta corrente esquerdista que participa da democracia, pratica capitalismo e faz uso das estruturas democráticas para implementar e difundir socialismo, após todas essas décadas de atuação, mostra o sucesso absoluto de seu modelo estratégico revolucionário aplicado nesse tempo.

O sucesso da mentalidade e prática da Social Democracia parte do pressuposto da abolição da revolução nos moldes virulentos e armados como foi implementado na Rússia e em outros países até a década de 50 do século passado.

Tomada de espaços no campo politico, econômico, midiático, intelectual fez com que houvesse uma transformação dos antagonismos necessários que a democracia liberal capitalista necessita para sua prática salutar, transformando o modelo democrático em um sistema sem antagonismo já que a mentalidade social democrata é onipresente e onipotente no cenário concretizando assim um dos ditames do marxismo teórico, a implantação da ditadura do proletariado ou a substituição da classe dominante.

Essa substituição é fato sabido e notório, mas pouco ou quase nada detectada pela opinião pública, já que a maneira de implantação dessa ditadura social democrata esquerdista se confunde com a própria pratica da democracia liberal capitalista, com a diferença que nas ultimas décadas apenas caiu o antagonismo ou a sua oposição natural no cenário, a “Direita” politica, econômica e intelectual.

Essa oposição natural foi substituída por outras correntes de pensamento, seja ele ecológico, ambiental, humanista, pacifista….ou seja temos apenas sociais democratas se oposicionando apenas com alguma diferença de agenda o que para a maioria deixa a imagem de disputa ideológica e democrática dentro da normalidade teórica.

A direita, aquela real e verdadeira oposição à esquerda, agora denominada de Social Democracia, foi através da intelectualidade e a mídia dominada pela esquerda demonizada e equiparada a momentos da historia que inconscientemente as pessoas não desejam se aproximar ou mesmo lembrar.

Sendo assim, se completa a instalação sutil e sorrateira da esquerda no poder no mais amplo âmbito na sociedade e na estrutura do Estado e quando a “Direita” tenta de alguma forma retornar ao cenário e ocupar seu lugar na democracia, a ditadura social democrata e a esquerda em geral, sua única oposição/parceira na ditadura vigente, agride, difama, xinga, desqualifica, tendo uma massa desinformada e preparada por décadas para viver um modelo de esquerda, ou seja, a Social Democracia/ Estado de Bem Estar Social, a ficção democrática capitalista que impera nas mentes ocidentais pós extinção do socialismo soviético, vem sendo tratado como uma maneira de governar e manter a sociedade organizada e funcionando.

Esta ferramenta, sistema politico e econômico, a mutação do marxismo clássico denominada de Social Democracia trabalha para internacionalizar e preparar a sociedade, assim como Marx teorizou, vislumbrando a consolidação do governo global da casta superpoderosa, hoje distribuída em varias entidades atuando nas sombras.

Podemos, sim, falar sobre democracia como uma estória muito distante da nossa realidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s